Sindicato da Alimentação de Jaboticabal participa de manifestação com 80 mil pessoas em São Paulo

No dia 03 de agosto de 2011 (quarta-feira) aconteceu na cidade de São Paulo, uma manifestação de várias centrais sindicais, como a UGT, CTB, CGTB e Força Sindical, com a presença de membros do Sindicato da Alimentação de Jaboticabal.

A concentração ocorreu na Praça Charles Miller, em frente ao estádio do Pacaembu, por volta das 7 horas.

A passeata começou às 10 hs, passando por ruas importantes da cidade como Major Natanael, Avenida Paulista e Brigadeiro Luis Antonio, até chegar na Assembléia Legislativa.

A passeata tinha por objetivo defender reivindicações da classe trabalhadora como redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais sem redução de salário, fim do fator previdenciário, reforma agrária, mudanças na política econômica como redução de juros, etc.

“A passeata foi um marco na jornada nacional de lutas. Foi a maior manifestação de trabalhadores brasileiros das últimas décadas” disse Silvano Pedro, presidente do Sindicato da Alimentação.

A entidade de Jaboticabal levou cerca de 32 pessoas para a manifestação, entre diretores, funcionárias, familiares e amigos.

Ricardo Pedro, secretário geral da entidade disse “foi muito legal a participação do povo paulistano, mesmo sendo um pouco atrapalhados pelo trânsito impedido, faziam gestos e diziam palavras de apoio conforme passávamos.”

É importante esclarecer que todos os movimentos da passeata foram previamente estudados, para que ocorresse tudo na mais absoluta normalidade possível. A Polícia Militar escoltou os manifestantes e tudo foi realizado com o apoio do Governador do Estado, Geraldo Alckmin.

José Roberto Tartarin, tesoureiro do sindicato, disse “o cansaço e o frio que passamos valeu muito a pena. As reivindicações que fizemos estão tramitando em Brasília há muito tempo e até agora, por mais pressão que fazemos, não foram desengavetados. Quem sabe agora, os responsáveis se mecham.”

Na manifestação estavam presentes o Deputado Federal e presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, o Paulinho e também o presidente da Federação da Alimentação do Est. de São Paulo, Melquíades de Araújo.